Ir para o conteúdo

Bertioga lança projeto ‘Aluno na Rede’ em parceria com a Google

21 de fevereiro de 2020

Com objetivo de levar inovação e tecnologia para a sala de aula, a Prefeitura de Bertioga lançará, no próximo dia 27, o projeto de educação digital “Aluno na Rede”, em parceria com a Google for Education. O evento acontece no Sesc Bertioga, às 9 horas, e contará com a participação da renomada professora Débora Garofalo, finalista no Global Teacher Prize, considerado o Nobel da educação.
A iniciativa, inédita na rede municipal de ensino, utilizará Chromebooks, – equipamentos semelhantes a notebooks com o sistema Chrome OS, e aplicativos do Google para a educação. Nesta etapa, o projeto será voltado para os alunos do 1º ao 5º ano.
O prefeito Caio Matheus destaca que o investimento faz parte de um conjunto de ações para elevar ainda mais a qualidade do ensino no Município. “Garantimos a entrega de uniformes, material escolar e livros didáticos no início do ano letivo, além de investirmos em melhorias na infraestrutura das escolas. Agora, com o uso de novas tecnologias cada vez mais presentes no dia a dia, como ferramentas educativas, vamos enriquecer o aprendizado das nossas crianças”, afirmou.  
Para colocar em prática o projeto nas escolas, os professores participarão de formação. Na quinta-feira (27), das 9 às 17 horas, a capacitação será para os docentes PEB I e PEB II em arte e educação física, no Sesc Bertioga.
Neste dia, entre as atividades da programação, haverá palestra às 11 horas, com a educadora Débora Garofalo. Considerada uma das dez melhores professoras do mundo, Débora ganhou destaque após ser finalista no Global Teacher Prize, o Nobel da Educação, com projeto de robótica com sucata, realizado em uma escola na periferia de São Paulo.
Seguindo o cronograma, na sexta-feira (28) haverá formação, das 7h30 às 17 horas, para os docentes PEB I e PEB II em arte, no Ginásio da Escola Municipal José de Oliveira Santos, e para professores de educação física, na Secretaria de Educação, das 8 às 17 horas.
Segundo o secretário de educação, o uso de tecnologia na escola no momento de implantação do novo currículo da educação básica, por meio da Base Nacional Comum Curricular, vem como um complemento fundamental para o ensino dos alunos.
“Nesta nova visão trabalhamos com a ideia de que o aluno é o protagonista e o professor é um orientador. O uso dos Chromebooks ajudará muito no desenvolvimento desta nova forma de aprendizagem”, afirma.