Ir para o conteúdo

Bertioga receberá investimento para fomentar Turismo

04 de outubro de 2019

O Município de Bertioga está entre as 30 rotas turísticas escolhidas em todo o Brasil para integrar o programa “Investe Turismo” do Ministério do Turismo, em parceria com o SEBRAE e a Embratur. Bertioga integra a única rota do Estado de São Paulo, denominada “São Paulo e Circuito do Litoral Norte”. Segundo o Sebrae, a região receberá investimentos de mais de R$ 8 milhões em qualificação, governança, organização, marketing e promoção, para melhorar serviços e ampliar o número de turistas.
 
A novidade é uma parceria do Ministério do Turismo, Embratur, Sebrae e governos estaduais para organizar, promover e incentivar o turismo em âmbito nacional. No Estado de São Paulo, será beneficiada a Capital e o Circuito Litoral Norte (Bertioga, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba). As ações serão geridas pelo Sebrae e o calendário de ações para 2020 deve eleger público prioritário para início das atividades.
 
O objetivo do projeto é provocar a transformação dos destinos turísticos, por meio da convergência de investimentos públicos e privados, além de gerar possibilidades de surgimento de pequenos negócios. Outra meta é fortalecer as micro e pequenas empresas, ampliando o acesso ao crédito, estimular a competitividade e inovação no turismo, entre outras metas.
 
O secretário de Turismo, Esporte e Cultura de Bertioga, comemora a novidade. “Nossa inclusão nos roteiros do Ministério do Turismo é um reconhecimento da nossa importância enquanto região turística e certamente trará frutos para o nosso desenvolvimento”.
 
CIRCUITO DO LITORAL NORTE
 
Bertioga, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba são agora o “Circuito Litoral Norte de São Paulo”. Juntas, as Cidades têm o objetivo de buscar recursos e planejar ações para fortalecer o turismo e atrair ainda mais visitantes para a Região, umas das mais ricas e belas do Estado.
 
O “consórcio turístico” é discutido há algum tempo pelas secretarias municipais de turismo de cada Cidade. Com a união, os municípios querem ampliar e qualificar o fluxo de seus turistas e estimulá-los a conhecer melhor a região que estão visitando.
 
Entre os desafios do Circuito está aumentar a taxa média de ocupação da região dos atuais 54% para 70% nos próximos dois anos. Alguns resultados já têm aparecido: a participação em importantes feiras e eventos segmentados da cadeia turística.
 
No plano de regionalizar a promoção turística das cidades, o Circuito otimiza os recursos para participação em feiras e eventos; além de buscar interações com a iniciativa privada dos municípios para alavancar ações e formas de divulgação.
 
BERTIOGA
 
O Município, mais jovem da Baixada Santista, é também um dos que mais se destacam na Região, com muitos atrativos turísticos. Tem cerca de 93% do território preservado; mais de 30 quilômetros de belas praias; grande potencial de biodiversidade; Forte São João, o mais antigo do Brasil; a Aldeia Indígena Rio Silveira, com o povo Guarani; usina de Itatinga; e a primeira colônia de Férias, o Sesc Bertioga.
 
Apesar de ser considerada a caçula, a história da Cidade remonta ao século XVI, período da colonização portuguesa. Aqui estiveram São José de Anchieta, Manoel da Nóbrega, Martim Afonso de Sousa e Hans Staden. A cultura caiçara também é um forte componente do Município, que existiu por muitas décadas como uma vila de pescadores e distrito de Santos.
 
O Forte São João, maior cartão postal e símbolo de Bertioga poderá, em breve, se tornar patrimônio da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). O monumento é tombado como Patrimônio Nacional há algumas décadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e está na lista indicativa do “Conjunto de Fortificações Brasileiras” para Patrimônio Mundial da Unesco.
 
A Cidade teve também um grande avanço no ecoturismo. Mais de 12 trilhas ecológicas do Parque Estadual da Restinga de Bertioga (PERB) já estão oficialmente abertas à visitação monitorada. Uma conquista importante para a Cidade, que agora caminha para se tornar um dos principais destinos de ecoturismo do Estado. Numa primeira fase, entrarão em operação as seguintes trilhas: Guaratuba, Torre 47, Itatinga, Vale Verde, Casa de Pedra do Rio Itapanhaú, Véu da Noiva, Família Pinto, Garganta do Gigante, Itaguaré, Ribeirão dos Monos e Morro do Itaguá (Aeromoças).
 
Duas outras áreas turísticas em franco crescimento no município são as de observação de aves e fotografia.
 
Os trajetos serão acompanhados pela Associação Bertioguense de Ecoturismo (Abeco) e pela Associação de Monitores Locais (Amolb). As entidades assinaram o termo de autorização de uso, após participarem de chamamento público e cumprirem os requisitos exigidos pela Fundação Florestal para exploração das trilhas.
 
Bertioga, que ostenta há anos o selo de Município Verde Azul, também é um presente para os amantes da natureza, com rios, cachoeiras, manguezais e a Serra do Mar. Ele conta com a única praia nativa em área de preservação, a do Itaguaré. É um berçário natural para a vida marinha e a cultura caiçara.