Ir para o conteúdo

Bertioga vacina nas creches para reforçar cobertura contra Sarampo e Poliomielite

13 de setembro de 2018

Bertioga vacina nas creches para reforçar cobertura contra Sarampo e Poliomielite

As equipes da Diretoria de Vigilância em Saúde de Bertioga estão indo até as creches da Cidade para vacinar crianças que ainda não tenham recebido as doses contra o Sarampo e a Poliomielite. A ação visa atingir a meta de imunização, visto que não houve o comparecimento esperado por parte dos pais e responsáveis pelas crianças.
Na Cidade, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e Poliomielite foi prorrogada até a próxima sexta-feira (14). Bertioga cumpriu cerca de 90% da meta de cobertura, que era aplicar 3528 doses contra ambas as doenças.
A Diretoria de Vigilância à Saúde informa que mesmo as crianças que estejam com a caderneta de vacinação em dia, devem ser levadas nas UBSs para receber a dose de reforço da vacinação.
Devem tomar a vacina crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade. As vacinas são aplicadas nas creches conforme autorização dois pais.
“As campanhas de vacinação são importantíssimas para proteger a população de doenças simples, que estavam sob controle há muitos anos e agora estão crescendo. É fundamental a cooperação da população para garantir o sucesso e a imunização de todos os grupos de risco. Os serviços de saúde de Bertioga estão de portas abertas para receber a todos, com equipes capacitadas para tirar dúvidas, passar orientações e aplicar as doses nas UBSs”, diz a diretora de Vigilância em Saúde, Michelle Luis Santos.
As cinco Unidades Básicas de Saúde de Bertioga aplicam as vacinas de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas.
Confira os postos para vacinação:
UBS Boraceia – Rua Vereador Geraldo Rodrigues Montemor, s/nº
UBS Indaiá – Rua São Francisco do Sul, s/nº
UBS Mirosam – Rua São Gonzalo, s/nº (Vila do Bem), Bairro Chácaras
UBS Maitinga – Rua Alberto Augusto de Andrade (antiga Rua 14), s/nº
UBS Vicente Carvalho II – Rua Epiphânio Baptista, 637, Jardim Vicente de Carvalho
Não devem receber a vacina:
– Casos suspeitos de sarampo;
– Gestantes – devem esperar para serem vacinadas após o parto. Caso esteja planejando engravidar, assegure-se que você está protegida. Um exame de sangue pode dizer se você já está imune à doença. Se não estiver, deve ser vacinada um mês antes da gravidez. Espere pelo menos quatro semanas antes de engravidar;
– Menores de 6 meses de idade;
– Imunocomprometidos.