Ir para o conteúdo

Prefeitura cria Plano Municipal de Contingência

11 de Abril de 2018

Pela primeira vez, Bertioga tem um plano de ações conjuntas para organizar e acelerar o atendimento à população, minimizando danos em casos de sinistros naturais. É o Plano Municipal de Contingência, que estabelece procedimentos de urgência, para diversos órgãos, como Defesa Civil, Bombeiros, Serviços Urbanos e Saúde, em situações de desastres. O PLANCON será executado durante todo o ano, com atenção especial ao período de chuvas de verão, entre dezembro e março.

Ele prevê ações de monitoramento, alerta, alarme e resposta, incluindo ações de socorro e ajuda humanitária. O plano organiza e atribui responsabilidades a diversos setores da Administração, contando com apoio dos secretários municipais, diretores, coordenadores, chefes de divisões e outros servidores municipais que se fizerem necessários durante possíveis desastres.

Toda e qualquer necessidade de pessoal e equipamento para atender às emergências deverão ser apontadas e solicitadas pela Defesa Civil, que receberá total apoio. O órgão poderá acionar apenas as secretarias e órgãos diretamente envolvidos nos casos.

Por exemplo, em uma situação em que um caminhão tenha derramado óleo em via pública, as secretarias de Meio Ambiente, Turismo e Obras e Habitação e a Diretoria de Trânsito podem ser acionadas rapidamente para sanar os danos. Ou ainda, em uma situação de ressaca na praia que invada áreas da Cidade, além dessas secretarias, a de Educação pode ser acionada para suspender as aulas e os desabrigados serem encaminhados às escolas municipais.

Para elaboração do PLANCON, funcionários da Defesa Civil Municipal foram até o órgão do Estado de São Paulo para conhecer os parâmetros de contingência. A partir das informações obtidas na capital, tiveram reuniões semanais durante dois meses para discussão e criação do documento. O órgão de defesa municipal existe desde 2012 e esta é a primeira vez que um plano específico, com esse foco, é criado.

“O Plancon é um passo importante para o Município, porque o coloca em situação de atendimento rápido e completo em situações de emergência, quando o tempo de resposta é fundamental para evitar danos maiores ao meio ambiente e urbano, e para garantir segurança às pessoas”, explicou o chefe da Defesa Civil de Bertioga.